hero image
Dr. Manuel Carrageta - International Federation on Ageing. Lisbon, , PT

Dr. Manuel Carrageta Dr. Manuel Carrageta

President | Portuguese Society of Geriatrics and Gerontology (SPGG)

Lisbon, PORTUGAL

Dr. Carrageta is President of the Portuguese Society of Geriatrics and Gerontology

Media

Publications:

Documents:

Photos:

loading image loading image loading image loading image

Videos:

Como ter um coração saudável - Prof Doutor Manuel Carrageta RaioX-TV | Simpósio da FPC - Maio, Mês do Coração - com Manuel Carrageta Doenças Cardiovasculares - Dr. Manuel Carrageta

Audio:

Social

Industry Expertise (4)

Education/Learning Elder Care Health and Wellness Research

Areas of Expertise (4)

Internal Medicine Cardiology Clinical Pharmacology Geriatrics

Education (1)

Universidade de Lisboa: M.D., cardiologia e medicina interna

Languages (1)

  • English

Media Appearances (5)

Demência faz disparar perícias psiquiátricas

VISÃO  online

2016-10-06

Em 2015, o Instituto de Medicina Legal fez 288 perícias psiquiátricas na zona de Lisboa, 537 no centro e 1829 no Porto. A disparidade deve-se, como explicou à VISÃO o presidente do Instituto, à falta de médicos para fazer estes relatórios no centro e sul do País. No centro, há apenas um especialista com esta responsabilidade. “Lisboa é a zona do país onde as perícias estão mais atrasadas. São necessários mais de 40 dias para as completar”, admite o presidente, Francisco Brízida.

view more

Médicos contra descida do preço do tabaco

TSF Online  online

2016-06-21

"A Tabaqueira deve estar a sentir uma redução nas suas vendas", dizem pneumologistas e cardiologistas, que admitem que a estratégia será difícil combater.

Manuel Carrageta, presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia adianta que a subida de preço estaria a desincentivar alguns consumidores de tabaco de comprarem mais maços, sobretudo os jovens.

view more

Vitamina D na síndrome de fragilidade no idoso

Jornal Medico  online

2016-01-07

A fisiopatologia do doente idoso tem merecido particular atenção por parte do Prof. Doutor Manuel Carrageta, na função que desempenha enquanto presidente da Sociedade Portuguesa de Geriatria e Gerontologia (SPGG). Constituindo os idosos um dos principais grupos de risco para a insuficiência ou deficiência em vitamina D, o cardiologista levou à discussão, nesta reunião, um caso clínico que pretendeu alertar para aquele que, de acordo com a American Medical Association, é “o problema geriátrico mais complexo e desafiador para o médico e outros profissionais de saúde”: a síndrome de fragilidade no idoso.

Manuel Carrageta: “Colecalciferol: suplementação mensal permitirá melhorar adesão à terapêutica”

Jornal Medico  online

2015-08-27

“A vitamina D é muito mais do que uma vitamina. É uma pró-hormona que intervém na regulação de mais de 200 genes que, por sua vez, interferem em muitos aspectos da saúde cardiovascular”. É desta forma que Manuel Carrageta, presidente do Instituto de Cardiologia de Almada, da Fundação Portuguesa de Cardiologia e da Sociedade Portuguesa de Geriatria e Gerontologia, resume a importância desta vitamina, fundamental para a regulação do sistema renina-angiotensina, coagulação e função muscular cardíaca. Por outro lado, alerta o cardiologista, a carência de vitamina D contribui para o aumento do risco cardiovascular e da trombogénese e para a ocorrência de hipertensão relacionada com a elevação da renina.

“SNS não está preparado para responder aos desafios do envelhecimento”

Jornal Medico  online

2015-03-20

A hipertensão arterial no idoso foi o mote para uma conversa com uma das mais reconhecidas personalidades em Portugal nas áreas da Cardiologia e da Geriatria: Manuel Carrageta. Enquanto presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia e da Sociedade Portuguesa de Geriatria e Gerontologia, o professor identifica alguns dos principais desafios no que respeita à saúde dos idosos, salientando o “trabalho notável dos médicos de família – nomeadamente no tratamento da hipertensão arterial – que se tem traduzido numa redução das mortes e incapacidades por acidente vascular cerebral”. E embora a Política Nacional do Idoso assegure, em teoria, os direitos e necessidades dos idosos portugueses, “na prática, estes ainda não estão plenamente assegurados” e “o SNS não está preparado para assegurar adequadamente os cuidados de saúde a esta população mais vulnerável”, reconhece o especialista.

Featured Articles (5)

Comunicação médico-doente e consentimento informado em Portugal Saúde & Tecnologia

2016

Introdução – O consentimento informado (CI) para a realização de procedimentos médicos é influenciado pela comunicação entre o médico e o doente, ainda que se desconheça o impacto de alguns dos determinantes da comunicação entre estes dois intervenientes.

view more

Dieta Mediterrânica : um património civilizacional partilhado Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da UNESCO

2013

As populações atribuíram valores sagrados e agregadores a determinados alimentos, como os cereais e o pão (o termo companheiro vem do latim cum panis), o azeite e o vinho, entre outros. Estes elementos estão presentes nas práticas de ritualização, como o uso do pão e do vinho na eucaristia, do azeite como fonte de luz e calor e ainda unguento para cerimoniais de batismo, crisma e extrema-unção. A Península Ibérica, entre o Mediterrâneo e o Atlântico, foi confluência de civilizações que marcaram a História. Os elementos mediterrânicos estão presentes nos traços fundamentais do clima, da geografia, da economia, da cultura e do quotidiano dos portugueses.

view more

Exercise-induced intra-ventricular gradients as a frequent potential cause of myocardial ischemia in cardiac syndrome X patients Cardiovascular Ultrasound

2008

The development of intra-ventricular gradients (IVG) during dobutamine or exercise stress is not infrequent, and can be associated to symptoms during stress.

The purpose of this study was to assess the occurrence of IVG during exercise stress echocardiography in cardiac syndrome X patients.

view more

Evaluation of left ventricular outflow tract gradient during treadmill exercise and in recovery period in orthostatic position, in patients with hypertrophic cardiomyopathy Cardiovascular Ultrasound

2008

Left ventricular outflow tract obstruction is an independent predictor of adverse outcome in hypertrophic cardiomyopathy (HCM). The classical quantification of intraventricular obstruction is performed in resting conditions in supine position, but this assessment does not reflect what happens in HCM patients (pts) in their daily activities, neither during effort nor during orthostatic recovery.

view more

Native valve endocarditis due to Pichia ohmeri Heart and Vessels

2002

Candida species can cause clinical manifestations in various organs of the cardiovascular system, i.e., the pericardium, myocardium, and endocardium, with endocarditis being the best-known clinical entity. Endocarditis is seen primarily in intravenous drug users and in individuals with damaged native valves, especially in congenital heart disease or rheumatic valvular diseases, and in prosthetic heart valves. The authors present a case of Pichia ohmeri endocarditis in an intravenous drug user, with an unusual presentation form. This is a case of a 42-year-old man, an intravenous heroin user, who was admitted to our Vascular Surgery Department because of fever and acute serious ischemia of the left inferior limb. He presented with fever (39°C), a pale and cold left limb, absence of the left popliteal pulse, and a pansystolic murmur at the cardiac apex. The transthoracic echocardiogram showed a large vegetation on the anterior leaflet of the mitral valve and severe mitral regurgitation with good left ventricular systolic function. Empirical antibiotic therapy was started. Six days after admission, embolectomy was performed with partial clinical recovery. Three blood cultures and the embolus showed a teleomorphic form of Candida guilliermondii – Pichia ohmeri. Therapy with intravenous liposomal amphotericin B, fluocitosin, imipenem, and aztreonam was started. Two weeks later, his clinical condition deteriorated with acute heart failure refractory to medical therapy, mandating mechanical ventilation and high-dose vasopressor and inotropic amine support. He underwent urgent mitral valve replacement with a biologic prosthetic valve. Rapid stabilization of the cardiac status occurred, but ischemic limb lesions required further vascular interventions.

view more

Contact